Meu orçamento
0

Como Funciona

O Standarte substitui com eficiência vários tipos de mesas e quadros. É de fácil uso e valoriza o desenvolvimento da criatividade e dos movimentos do indivíduo.

A Utilização do Equipamento


O Standarte resgata os movimentos e a auto-estima de pessoas com disfunções neuromotoras, síndromes ou atraso no desenvolvimento. Os resultados são surpreendentes tanto no tratamento para crianças quanto para adultos. 

Um estímulo à escrita e leitura

O Standarte tem sido utilizado com sucesso por terapeutas e fonoaudiólogos no tratamento de crianças com dificuldades de escrita e leitura. Essas crianças apresentam cansaço muscular, lentidão, falta de atenção e desinteresse, dificuldades relacionadas à deficiências de coordenação olho-mão, relação espacial, falta de movimentação adequada e coordenada da cabeça e mãos ou falta de ritmo e sequência, elementos indispensáveis para a grafia, leitura e um bom desempenho escolar.

Na maioria das vezes são crianças hipotônicas com problemas posturais sem diagnóstico definido. Por serem aparentemente normais, muitas vezes são transferidas de escola sem que se perceba o verdadeiro quadro de dificuldades de ordem sensório-motora e/ou percepto-cognitivas.

Veja o uso do Standarte neste caso:

Esta sequência de movimentos é pré-requisito que prepara a criança para a leitura e escrita:

- Mobilidade e estabilidade dos membros superiores que trabalham simultaneamente durante a função;
- Coordenação da cabeça e dos olhos nos diversos planos de movimento, favorecendo a atenção, concentração e memória;
- Neste caso, o quadro de fórmica branco e a mesa branca auxiliam no trabalho da escrita. O bastão horizontal auxilia na estabilidade de um membro superior, favorecendo um melhor controle postural para a mobilidade eficiente do outro membro.

Acompanhe aqui algumas das inúmeras aplicações do Standarte.

 

 Nesta primeira foto, há uma ativação da musculatura flexora da mão e extensora do punho, a mão escava-se pelo trabalho de força que é importante para constituição dos arcos palmares. é um passo preparatório para a preensão de objetos de formas e tamanhos variados.
A outra mão permanece estável no bastão para que o movimento ativo ocorra com mais eficiência. O terapeuta precisa dar estabilidade ao ombro, com rotação externa do úmero, e no gradil costal.    













  Trabalho de força e resistência com mobilidade pélvica   

Com a mesa invertida na mesma inclinação, a criança faz o movimento de força e resistência jogando o peso de cima para baixo no deslizamento do rolo. Com o banco inclinado, o movimento exige mais mobilidade pélvica e previne uma possível cifose na região lombar ou uma retroversão. 











 

















De supino, embaixo do Standart 

Essa atividade promove a estabilização dos músculos abdominais e caixa torácica. A flexão da cabeça para frente e rotação para o lado oposto à contração facilita o alongamento dos músculos do pescoço.

O apoio das mãos no bastão auxilia a movimentação dando mais estabilidade ao ombro. O movimento visual pode ser estimulado com auxílio dos quadros com objetos em que a própria criança pode manipulá-los. 

Com o rolo inclinado no suporte na base do Standart

O terapeuta direciona o peso para baixo com pressão para os pés. Isso dá mais propriocepção durante o apoio.
Com uma caneta colorida ou lanterna, a terapeuta auxilia o movimento da mão ajudando a criança a segurar o objeto, também a orienta visualmente para o estímulo existente no quadro.A criança faz a mobilidade pélvica para conseguir os movimentos de alcance. Essa tarefa é importante, pois integra a parte sensório-motora, perceptiva e a coordenação olho-mão.